Segunda Criacao

(…) percebi como é simples patrocinar as artes, organizar coleccões, ganhar ainda com a transaccão do génio e a disponibilidade do coracão humano. Um dia hão-de abrir para mim as salas onde esperam um redentor as telas e os objectos raros corrompidos pelo peso da sua tremenda vulgarizacão, posso escolhê-los um por um, posso fechá-los num museu onde não penetrem os olhos dos visitantes, onde fiquem selados, sujeitos à minha defesa, vivos só no meu olhar perito. A arte terá uma segunda criacão minha, porque a seleccionarei a ponto de a converter num padrão particular de troca, superior ao outro porque nela se valoriza a raridade, ao mesmo tempo que se inverte a sua prova num excitante tão subtil como o jogo.

diz Bráulio ao Convidado Debaixo da Mesa, in A Brusca de Agustina Bessa Luís (Lisboa: Guimarães Editores, 1984, pp.63-64).

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s