Um exemplo

O comércio entre Portugal e Inglaterra, como toda a gente sabe, levou um forte incremento depois do Tratado de Methuen, em 1703. Apesar de se falar essencialmente na importancia da importacão de lãs e tecidos de Inglaterra, este tratado dava excelentes condicões a toda a importacão de produtos manufacturados ingleses. E nestes incluía-se o mobiliário. Neste tratado reside a origem da fortíssima influencia do mobiliário ingles no portugues provada nos registos do Trade Office explorados pela primeira vez por R.W.Symonds (‘English Eighteenth Century Furniture Exports to Spain and Portugal’. The Burlington Magazine for Connoisseurs, Vol. 78, No. 455 (Feb., 1941), pp. 57-64; ‘Giles Grendey and the Export Trade of English Furniture to Spain’, Apollo, 1935, pp. 337-342). O dito estilo Dom João V não pode ser entendido sem o Queen Anne e o George I, assim como o Dom José, com mais influencia francesa também, é fortemente influenciado pelos reinados subsquentes e pelos livros de desenhos de Chippendale e seguidores. Fica aqui bem ilustrada esta influencia no espaldar de um magnifico par de cadeiras em pau santo vendidas na Cabral Moncada em Dezembro comparavel a uma cadeira provavelmente da autoria de Giles Grendey, um cabinet-maker que tinha o seu principal mercado em Espanha e Portugal.

Uma de um par de cadeira de bracos portuguesas em pau santo, meados do seculo XVIII (Cabral Moncada Leiloes, Lisboa, 14 de Dez 2009, lote 68)

Cadeira George II em mogno, atribuida a Giles Grendey (C) Mallett Antiques Archive

One thought on “Um exemplo

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s