Early Georgian Furniture

Adam Bowett foi o autor de English Furniture 1660-1714 from Charles II to Queen Anne, um estudo revolucionário que, baseado em fontes documentais e no estudo dos materiais, técnicas e construção do mobiliário, estabeleceu as bases para um novo modo de estudar aquele período. Agora, fez o mesmo com : 1715-1740.
Este livro é uma tentativa de apresentar um descrição actualizada e directa dos desenvolvimentos estilísticos e técnicos do mobiliário inglês em voga nas primeiras décadas do período Hanoveriano.” Nestas primeiras palavras do livro, Bowett estabelece os objectivos e parâmetros da obra que se segue. O livro concentra-se naturalmente no mobiliário feito para as classes altas, a maioria que sobreviveu do produzido, e na produção de Londres, já que era aqui que a esmagadora maioria dos marceneiros trabalhava. Por esta razão o livro abre com um capítulo dedicado ao “London Furniture Trade” – à sua organização e aos materiais usados, assim como uma abordagem à influência do Oriente no mobiliário – que resulta no mobiliário acharoado –  assim como ao mercado de exportação.
Seguem-se capítulos dedicados à construção e tipologias do mobiliário de guarda, a móveis de assento, móveis de apoio e espelhos. Sendo Bowett um especialista em madeiras, — tal é notório ao longo do texto — apresenta no final do livro um apêndice dedicado às madeiras usadas no período em estudo, assim como um outro dedicado às ferragens, elementos essenciais para correctas interpretações e datações.
A certa altura, Bowett escreve que “Os franceses e italianos poderiam ser lideres em termos de estilo, mas no desenvolvimento de uma indústria de mobiliário moderna e eficiente estes foram totalmente ultrapassados pelos ingleses. Esta foi a razão pela qual Inglaterra se tornou no maior exportador de mobiliário do mundo no século XVIII.” E as consequências são claras para além dos domínios britânicos da América do Norte, Irlanda ou Índia. A influência do mobiliário inglês na produção escandinava, ou no sul da Europa — em Itália, Espanha e Portugal, — é óbvia, mesmo antes da divulgação dos livros de desenhos da segunda metade do século XVIII que tornarão essa influência omnipresente. E por esta razão, a importância deste livro expande-se para além das ilhas britânicas.  Em Portugal, por exemplo, o mobiliário dito D. João V é fortemente influenciado pelo Queen Anne e Jorge I. Igualmente, o mobiliário de influência oriental inglês, terá um impacto significativo em Portugal. Por fim, lembre-se as várias encomendas londrinas associadas a D.João V e a sua amante Madre Paula, tanto em mobiliário acharoado como dourado.
A escrita sempre apoiada por imagens de qualidade proveniente de inúmeros museus e instituições, e dos arquivos de múltiplos antiquários e leiloeiras, tornam uma leitura que poderia ser cansativa numa alternativa sempre interessante e estimulante para o leitor.  Esta obra vem-se juntar a The Upholstered Furniture in the Lady Lever Art Gallery, pela mão da conservadora do Victoria & Albert Museum Lucy Wood, numa nova forma de estudar o mobiliário, destruindo ideias feitas preconceitos produto dos primeiros estudos nesta área escritos há mais de cinco décadas, como por exemplo o mito do “Queen Anne” assim como da “Age of Walnut”.
Desde as obras de Percy Macquoid de  e de R.W. Symonds (de 1923 a 1955) e do Dictionary of English Furniture (actualizado pela ultima vez em 1954) ainda não tinha surgido nenhuma obra que fizesse uma revisão do exposto nestas e tomasse em consideração as inúmeras descobertas e reinterpretações feitas nas ultimas décadas. Até agora.
Para realidades em que não existem muitos nomes de marceneiros, atribuições, provas documentais ou regimentos a obrigarem a marcação de peças como o português, este estudo poderá dar algumas ideias de como abordar uma área complexa, muitas vezes enigmática e plena de criativas análises estilísticas sem fundações cientificas sobre a parte técnica e construtiva para as suportarem.

Adam Bowett
Early Georgian Furniture 1715-1740
Antique Collectors’ Club
328 páginas

Publicado em L+Arte, Julho 2010

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s